2599
  • 0
  • 27.06.18
  • Agita Ribeirão Bonito
  • Agita SP
  • 199

A copa do mundo pode ser tema de promoção da saúde

Em 24 de junho é celebrado o ‘Dia Mundial de Prevenção de Quedas de Idosos’; data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Copa do mundo também pode ser uma oportunidade de trabalhar a prevenção de quedas, afinal, as quedas tem sido um assunto recorrente. O Neymar vem sendo duramente criticado pela mídia devido ao grande número de quedas durante as partidas, ele é sem dúvida o grande protagonista desta história, mas temos alguns coadjuvantes como o técnico da seleção brasileira que caiu durante a comemoração do gol. Polêmicas a parte, as quedas devem ser analisadas com cuidado, principalmente na Terceira idade.

Sendo assim, o Programa Agita Ribeirão Bonito, utilizou o tema Copa do Mundo para enfatizar a prevenção de quedas.

O envelhecimento é, naturalmente, responsável pela perda de algumas importantes capacidades funcionais, como o equilíbrio, a força muscular e a resistência. Se somarmos a esta perda o sedentarismo teremos uma grande chance de quedas. A probabilidade de uma queda aumenta com o avançar da idade. Aproximadamente 30% das pessoas de 60 anos ou mais, caem pelo menos uma vez por ano. As quedas em idosos correspondem a quase metade das hospitalizações devido a traumas.

Algumas causas de quedas:

diminuição da força muscular

comprometimento da marcha e equilíbrio

uso de várias medicações ou psicotrópicos

deficiência visual

depressão

dor

tonturas/ alteração do equilíbrio

incontinência urinária

comprometimento cognitivo

artrite

diabetes

quedas de pressão

As quedas em idosos têm como consequências, além de possíveis fraturas e do risco de morte, o medo de cair, a restrição de atividades, o declínio na saúde e o aumento do risco de institucionalização

Se com o envelhecimento existem perdas com a atividade física existem ganhos

Algumas medidas simples podem ter um efeito preventivo muito satisfatório. A atividade física é uma delas, já que promove vários benefícios a saúde como: o ganho de força muscular, a melhora do equilíbrio e da marcha, aumento da flexibilidade, consciência corporal, melhora da amplitude do movimento e melhora da coordenação.

O ideal é que atividade física escolhida tenha a supervisão de um profissional e se estabeleça um protocolo voltado especificamente para estes idosos, respeitando o ritmo e as necessidades de cada um, permitindo que eles melhorem suas habilidades físicas e mentais, contribuindo para prevenção de quedas.

Enfim, neste clima de Copa do Mundo as quedas só são interessantes quando acontecem na grande área e tendo resultado um pênalti a nosso favor, caso contrário é preciso torcer para não cair. Vamos prevenir e força Brasil.

Natalia Guerreiro Ferreira

Fisioterapeuta crefito 3/49373-F