6471
  • 4
  • 18.09.20
  • Notícias
  • Pixel inDesign
  • Agita SP
  • 330

JM - Jornal MaLu - 1ºEdição - Agita Galera 2020

Olá! Vocês verão uma obra escolar, destacando a importância da Atividade Física e do Exercício Físico mesmo durante a quarentena, onde alunos do Ensino Fundamental anos Finais da Escola Maria Luíza de São Bernardo do Campo entenderam muito bem o recado!

Interpretando repórteres mirim saíram a campo para pesquisar e produzir notícias e conhecimentos com objetivo de poder transmitir informações relevantes e significativas sobre os benefícios da prática corporal mesmo durante a quarentena.

O slogan e o incentivo para dar início a essa produção, foi o tema deste ano do Agita a Galera - "Quarentena Sim! Sedentarismo não!"- O Agita São Paulo foi criado para combater o sedentarismo no Estado de São Paulo promovendo o nível de atividade física e o conhecimento dos benefícios de um estilo de vida ativa." ( http://www.portalagita.org.br)

A escola tem um papel importante na transmissão deste conhecimento e atitudes, através de conceitos abordados nas aulas de educação física e nas aulas de ciências, bem como, promover e expandir esses conhecimentos para toda a comunidade escolar.

Nossa escola não ficou fora deste movimento, incentivados por mim, professora de educação física ( CREF: 114094-G/SP ) os alunos se tornaram verdadeiros protagonistas e incentivadores da prática corporal.

Conseguimos produzir a primeira edição do Jornal da Escola Maria Luíza- JM - Jornal MaLu.

Aproveitem nosso trabalho e nos incentive a produzir outras e outras atividades tão significativas como o resultado final desta obra.

Aproveito para agradecer a todos os alunos envolvidos,vocês foram GRANDES. Agradecer as famílias parceiras e incentivadoras, tenham a certeza que vocês estão fazendo o melhor para o seus filhos. Agradecer a equipe gestora por apoiar e valorizar os projetos escolares, que tem se tornado o caminho mais lúdico e significativo na aprendizagem dos nossos alunos . Agradecer aos colegas parceiros,muito bem representados no projeto e por que não, o pessoal daqui de casa, que sofreram um pouquinho enquanto eu estava no empenho desta obra e a Deus por tudo.

Gratidão.

Professora Andréa Espada